Living The Life Without Labels

Posts com tag “jesus

O poder da influência

unnamed

Vós sois o sal da terra; ora, se o sal vier a ser insípido, como lhe restaurar o sabor?… Mateus 5.13

No dia 9 de fevereiro de 1964, os Beatles apareceram na televisão e cativaram a juventude do mundo todo. Depois de ouvir a música e observar o visual deles, fiz o que milhões de jovens fizeram — pedi a meus pais que me deixassem usar cabelos compridos.

Na sequência, formei uma banda de garagem com o meu melhor amigo. A apresentação dos Beatles teve impacto tão grande em nós que tentamos intencionalmente ser como eles. Para mim, foi uma demonstração importante do poder da influência.

Anos mais tarde, o poder da influência tornou-se algo muito mais significativo para mim, quando comecei minha jornada como seguidor de Cristo. Eu queria viver sob a Sua influência — mas também queria influenciar outros, mostrando-lhes o Salvador.

Em parte, isso é o que Jesus nos desafia a entender no evangelho de Mateus 5:13-16. O sal e a luz são fatores de influência neste mundo sombrio e corrompido. E Cristo — que é a Luz do mundo — nos chama para sermos também luzes que influenciam. O Mestre, que é a perfeita pureza, diz-nos que devemos ser o sal que dá sabor e impede que as coisas se estraguem.

Neste mundo cheio de necessidades, não sejamos apenas influenciados por Cristo: sejamos também influenciadores no que diz respeito a Cristo.

Como “sal da terra”, os cristãos fazem com que outros tenham sede da “Água da Vida”.

Felicidade a qualquer preço

BEM-AVENTURADOS OS QUE CHORAM2

Mateus 5:4 – Bem-aventurados os que choram, porque eles serão consolados;

Observe os anúncios de uma revista de variedades. Eles sempre tentam lhe convencer de que lhe falta algo para ser feliz. O carro que lhe dará status, o cigarro que lhe dará a liberdade, a bebida que lhe dará alegria, o smartphone que lhe conectará com o mundo. O bom papel do marketing é despertar o desejo pelo consumo e, mesmo em dias de crise internacional, as pessoas gastam montantes imensos de dinheiro em busca de paz, sucesso e alegria e, a grande maioria sairá frustrado dessa procura, pois está buscando no local errado.

A sociedade busca uma felicidade a qualquer preço. A segunda beatitude mais uma vez virá em rota de colisão a essa necessidade humana de “estar bem”, ao afirmar que bem aventurados são os que choram. Cristo diz que esses seus discípulos, que estavam aflitos e chorando, seriam consolados. Na ótica do Salvador, feliz não é quem ganhou, mas sim quem perdeu. Nos contrastes tão evidentes nas bem-aventuranças, quem pensa que ganhou, perdeu, mas quem perdeu algo pelo Reino, ganhará como recompensa não uma consolação impessoal, mas a própria presença do Deus Consolador no seu coração.

Fonte: Amor Em Cristo


Jesus, o referencial do cristão

hqdefault

Todas as pessoas, conscientemente ou não, vivem de acordo com um conjunto de conceitos, que aceitam como verdadeiros e reais. O apóstolo Paulo afirma que, para os cristãos, a cosmovisão é Cristo: “De fato, vocês ouviram falar Dele e Nele foram ensinados de acordo com a verdade que está em Jesus” (Efésios 4:21).

Pessoas com um mínimo de normalidade mental e emocional, naturalmente constroem uma rede de fatos e de conceitos, na qual depositam sua confiança. Uma vez aceita como verdadeira e real, a rede existencial estabelecida influencia o comportamento e as convicções do seu seguidor. Ao explicar aos Efésios o que é a vida cristã, Paulo declara que discípulo de Jesus é aquele que, ao experimentar a verdade de Cristo, estabelece o Senhor como o absoluto ponto de referência para seu presente e seu futuro.

Esta realidade continua a ser, nos dias de hoje, a marca de todos os cristãos. Não é a tradição, nem são as liturgias, mas a verdade do Jesus ressuscitado, que modifica e sustenta a vossa vida. Não importa a cultura nacional em que vivemos: o Cristo que experimentamos e a Quem nos submetemos, continua sendo o mesmo e será sempre o mesmo. Ser cristão é viver de acordo com “a verdade que está em Jesus”.

 

Autor: Pr. Olavo Feijó

Fonte: Amor Em Cristo


Fernando Cester grava novo clipe em presídio

IMG_19F9D2-631D32-5F1ED9-BD84AD-F54C9E-EE30DA

O último dia 15 de outubro foi atípico no presídio José Parada Neto em Guarulhos, São Paulo. Local acostumado com o dia-a-dia difícil do sistema carcerário, recebeu com alegria Fernando Cester e banda para a gravação do clipe da música “Estreito ou largo”single do próximo CD do cantor.

No melhor do rock cristão, o vídeo retratará bem a consequência das escolhas que as pessoas fazem na vida mostrando de perto as lutas de um preso na cadeia que, depois de aceitar Jesus como Salvador, vai viver momentos intensos. Representado por um ator, esse homem cumpre pena por conta de sua decisão errada no passado, mas está certo se seguir os caminhos de Deus após estar livre.

Autor da história do videoclipe, Fernando Cester viveu uma emoção particular ao utilizar o local para a produção audiovisual. “Jamais imaginaria gravar num lugar desses, mas como visito esporadicamente meu irmão neste lugar, fazer este trabalho aqui foi realmente diferente. Ver aqueles rostos que claramente dizem precisar de uma oportunidade, mas que sofrem por pagar pelo que fizeram. Foi uma experiência única. Agradeço a Deus pela oportunidade e a todos os funcionários do presídio que nos receberam muito bem”.

Gravado pelos profissionais da Agência Indahouse, foram utilizadas câmeras Canon Mak III e Blag Magic Pocket, conhecidas pela alta definição e qualidade nas imagens captadas que irão alternar entre a história do preso e da banda no pátio do local. “Nada foi feito em estúdio. Contamos com a participação de alguns presos no clipe com autorização do sistema penitenciário e pelos próprios. Quisemos fidelidade nas cenas para mostrar que existe mudança de caráter com Jesus vivo nos corações.” Comentou a renomada diretora Anna Penteado, que possui mais de 10 anos de experiência atuando na área de publicidade, cinema, conteúdo e música com trabalhos desenvolvidos no Brasil e no exterior.

Momento de grande surpresa foi a vibração dos detentos com a visita. Após assistirem as filmagens, os 600 detentos mesmo recolhidos, aplaudiram de dentro das celas o final das gravações. A reação dos presos causou comoção em toda a equipe que prometeu voltar no fim do ano para se apresentar. Foi surpreendente. O diretor do presídio vendo a atitude deles os perguntou se queriam que o Fernando voltasse para cantar outro dia e todos gritaram que sim de uma só vez. De arrepiar.” Disse Cristian Santiago, produtor executivo.

O clipe é uma mensagem que vai atingir os corações de quem assistir esse retrato de uma parcela da sociedade muitas vezes esquecida no país e que precisa de força. Eu espero verdadeiramente que ao assistir esse vídeo possa reflitam nas consequências das atitudes. Porém, com Jesus, por mais dura que seja a caminhada uma coisa é certa: Sem Jesus não somos nada e precisamos Dele” Afirmou Cester que garantiu lançamento de “Estreito ou largo” para primeira quinzena de novembro. Agora, é só aguardar por essa emocionante e inusitada produção.

Fonte: NTGospel


Vi Satanás Cair Do Céu

image5JP

Pr. Olavo Feijó

Lucas 10:18 – E disse-lhes: Eu via Satanás, como raio, cair do céu.

Jesus, como bom planejador, escolheu a dedo setenta e dois dos Seus discípulos e os enviou como “olheiros”, para as cidades em que pretendia pregar Sua mensagem. O relatório trazido pelos discípulos levou Jesus confirmar aquilo que Deus programara, mesmo antes da criação: “Jesus respondeu – de fato, Eu vi Satanás cair do céu como um raio” (Lucas 10:18).

Se é que alguém ainda tenha dúvida, quanto a quem é que manda no universo, a declaração de Jesus deve ser recebida como definitiva. No contexto inteiro das Escrituras, nunca ninguém encontrará a teologia das religiões não bíblicas, nas quais o “bem” e o “mal” são duas entidades com poderes iguais: nelas, quando uma das entidades consegue mais adeptos, seus poderes são reforçados, conferindo às suas divindades mais chances de vitória.

A bipolaridade do “bem” paralelo ao poder do “mal” é substituída, na Bíblia, pela realidade única de Jeová, o Eu Sou, que criou o universo e nunca abdicou da Sua soberania sobre ele. O Livro de Jó é emblemático: Satanás, o príncipe das trevas deste mundo, tem que pedir licença ao Soberano do universo, na sua vã tentativa de destruir um filho de Deus. Ao nos dizer que “Satanás caiu do céu como um raio”, Jesus Cristo declara abertamente o poder inferior e já derrotado do anjo decaído. É nesta convicção vitoriosa que se baseia a “vida abundante” dos discípulos de Cristo. Satanás, o “pai da mentira”, insiste em que não precisamos do poder do Cristo ressuscitado. Por isso, a escolha é nossa: colocamos nossa fé naquele que já caiu do céu ou erguemos a cabeça e depositamos nossa fé naquele que é o Senhor dos céus?

Fonte: Amor em Cristo


Jesus Explica Davi

salmo23

Pr. Olavo Feijó

Salmos 23:1 – ¶ [Salmo de Davi] O SENHOR é o meu pastor, nada me faltará.

Comparando nossa vida com a de uma ovelha vivendo no meio do rebanho de um pastor competente, Davi afirma: “O Senhor é o meu pastor; nada me faltará” (Salmo 23:1).

Infelizmente, quando lemos a Bíblia, nossa tendência é a de atribuir às Escrituras uma teologia limitadamente humana. Consequentemente, atribuímos ao “nada me faltará” pequenos detalhes como o carro do ano, a última moda das roupas de grife, a viagem anual ao Santuário Disney e o celular multiuso com capacidade até de ser usado para conversa telefônica… Não é de estranhar, por isso, que de vez em quando o tal Senhor da nossa teologia semibíblica tire a escada dos nossos pés, enquanto ficamos agarrados ao pincel com que estávamos pintando a parede da nossa vida cristã moderninha…

Jesus garante tudo aos Seus discípulos, menos coisas como “travesseiro onde reclinar a cabeça”, “evasão de imposto”, amor do “mundo que Me odeia”, um “mundo sem tribulações”. Será que nosso Senhor nunca leu o Salmo 23? Ou, talvez, o que Jesus e Davi nos prometem é a garantia de que o Senhor sempre nos dará aquilo de que, realmente, necessitamos? Vale a pena optar pela segunda hipótese. Ela é absolutamente bíblica.

Fonte: Amor em Cristo


Deus nos fala pelo Filho

5b6c9679c6e61adffdc3

Pastor Sérgio Fernandes

Apocalipse 1:1 – ¶ Revelação de Jesus Cristo, a qual Deus lhe deu, para mostrar aos seus servos as coisas que brevemente devem acontecer; e pelo seu anjo as enviou, e as notificou a João seu servo;

Uma característica interessante do livro do Apocalipse é o fato de ser uma revelação dada por Cristo. João frisa isso logo na introdução, no primeiro versículo. Essa afirmação concorda com uma das principais doutrinas de nossa fé, que afirma que “havendo Deus outrora falado, de muitas maneiras, pelos profetas, nesses últimos dias, nos falou pelo Filho” (Hb 1.1). Apocalipse reafirma à Igreja que o que podemos conhecer de Deus foi completamente revelado por Jesus.

A Igreja tem vivido dias trabalhosos, onde os crentes parecem se esquecer dessa verdade. O povo anda ávido por novas revelações e tem vivido um misticismo tão estranho ao evangelho. A verdadeira fé cristã é aquela que está centralizada em Jesus Cristo. O cristão é alguém que está observando a Jesus, sendo testemunha de suas obras maravilhosas e procurando ser como Ele É. Tudo o que Deus precisava nos falar já foi falado pelo Senhor Jesus e pelos apóstolos que ele escolheu, e essa revelação foi dada no Novo Testamento. O Espírito pode nos encorajar por dons espontâneos de elocução, mas essa revelação é incompleta e imperfeita.

A Igreja está ouvindo Jesus e procurando nEle compreender os insondáveis propósito divinos.

—————————————-

www.facebook.com/PastorSergioFernandes

Fonte: Amor Em Cristo