Living The Life Without Labels

Posts com tag “hard rock

Excelsior! Skillet se une a Marvel Podcast

news_img_f_1487309493

Eles possuem a estranha capacidade de fazer você bater cabeça até seu pescoço doer e pode derreter seu rosto com o poder do rock. Quem são eles? O espetacular Skillet! Enquanto você pode conhecê-los como uma banda de hard rock, você pode não estar ciente de que a banda de quatro membros de Memphis, Tennessee tem uma identidade secreta – eles são todos grandes super-heróis nerds!

Marvel.com publicou recentemente um episódio de seu podcast esta semana na Marvel com a participação do Skillet como convidados especiais. O episódio foi originalmente gravado em agosto de 2016, dando à banda a oportunidade de discutir seu então novo álbum Unleashed, seu décimo lançamento de estúdio. É claro que o vocalista John Cooper também usou seu tempo na Marvel HQ para desencadear seu amor intenso por todas as coisas relacionadas com Marvel e nerd, o que incluiu gabar-se dos modelos de tamanho real de Iron Man, Spider-Man, Wolverine e outros que ele possui .

Acontece um amor pela Marvel corrente na família Cooper, como John creditou a seu irmão mais velho o despertar seu interesse por quadrinhos quando ele era criança. John também deu um shout-out para sua esposa e membro da banda, Korey, que também ama super-heróis – e, ao que parece, está ajudando a levantar a próxima geração de fãs da Marvel. Cooper afirma que seu filho, Xavier, agora sabe mais da Marvel trivia do que ele e faz escola sobre qualquer personagem com fatos da Marvel.

Se você gostaria de ouvir a entrevista completa e aprender mais sobre a coleção de John de quadrinhos do SpiderMan e seus planos para obter uma tatuagem do Darth Vader, confira:

Traduzido de News Release Today


Michael Sweet solo segue a linha do Stryper

Resenha – One Side War – Michael Sweet

Por Junior Frascá

Em seu sétimo disco solo, o vocalista/guitarrista/líder do STRYPER, Michael Sweet não foge muito ao hard heavy que consagrou sua banda principal. Porém, seu bom gosto e capacidade de criar ótimas faixas faz com que este novo trabalho, embora não inove, agrade o ouvinte com muita facilidade.

1481845922

Tendo como músicos colaboradores no álbum Joel Hoekstra (guitarra, WHITESNAKE), Ethan Brosh (guitarra), Will Hunt (bateria, EVANESCENCE) e John O’Boyle (baixo), Michael nos traz oito faixas simples e divertidas, com ótimas linhas melódicas, com guitarras bem à frente, e fazendo toda a diferença por aqui, com riffs cativantes e solos muito bem construídos.

Michael também está mais solto como vocalista, embora, como sempre, varie pouco suas linhas vocais.

Dentre os destaques, vale mencionar a ótima abertura, com “Bizarre”, que inclusive contra com uma letra bem interessante; “Golden Age”, a mais “metálica” do disco, com um toque mais moderno e bruto; e a pesadíssima “I Am”, que mostra os dotes vocais de Michael mais evidentes.

A versão nacional ainda traz uma faixa bônus, “Can’t Take This Life”, com a participação da jovem vocalista Moriah Formica.

Vale citar a ótima produção do material, que deixou tudo cristalino, com todos os instrumentos bem equilibrados, mas sem deixar de lado a sujeira que o estilo exige.

Um ótimo trabalho, altamente indicado não só para os fãs de STRYPER, mas para todos que apreciam hard/heavy de alta qualidade!

One Side War – Michael Sweet
(Shinigami Records – 2016)

01. Bizarre
02. One Sided War
03. Can’t Take This Life
04. Radio
05. Only You
06. Golden Age
07. I Am
08. Who Am I
09. You Make Me Wanna
10. Comfort Zone
11. One Way Up
12. Can’t Take This Life (participação de Moriah Formica)

Fonte: Whiplash!


Lançamentos na cena Hard Rock cristã internacional: Disciple e Jean Watson

Duas vezes vencedor do Dove Award, Disciple é um marco na cena cristã hard rock. Conhecido por sua mistura única de fé com intensa música, no entanto acessível, a banda construiu uma base de fãs profundamente conectados ao longo do caminho. Agora, depois de uma campanha no Kickstarter de grande sucesso, a banda está pronta para lançar seu 13º álbum de estúdio , Long Live The Rebels, em 14 de Outubro, em parceria com Tooth & Nail Records/BEC Recordings.

phpthumb_generated_thumbnail

****************

A internacionalmente aclamada artista Jean Watson está ocupada preparando o lançamento de seu oitavo, e mais ambicioso até à data, CD full-length , WONDER, que deverá ser lançado hoje, 14 de outubro de 2016, em Suite 28 Records/Shadowlands Music pela Naxos of America, Inc., líder clássica na distribuição de música independente dos Estados Unidos.

“A música em WONDER é o ‘eu’ música mais autêntica que eu já registrei”, diz Watson. “Eu acredito que a música é bastante acessível para ambos os mercados com base na fé e gerais, e a oportunidade de parceria com Naxos para obter a música nas mãos dos amantes da música é enorme. Eu realmente quero lançar este projeto bem. E é por isso que criamos esta campanha Indiegogo. ”

“Naxos tem um grande alcance para o mercado de música do mundo”, explica Watson. “Pela primeira vez, a minha música tem a possibilidade de ser oferecida ao público para além do mercado cristão. Como é incrível pensar que as pessoas podem ouvir esta música porque amo o som e ser desenhado mais perto de Deus no processo!”

WONDER representa algo de um momento de definição para a classicamente treinada cantora/compositora e instrumentista, que é uma das favoritas dos fãs no Reino Unido. Ela é especialmente popular na Irlanda, onde ela há muito apresentava um programa de rádio de inspiração diária que pode ser ouvida em todo o mundo na UCB Radio Irlanda. Assim, sua afinidade com som Celtic vem como nenhuma surpresa.

O produtor Billy Smiley, que já trabalhou com Watson em seus dois últimos projetos, sugeriu destacando suas canções celtas com sabor e performances violino etéreos sobre o novo CD e movendo-se em direção a um som mais world music. Ao fazê-lo, Watson descobriu uma gloriosa oportunidade de ser ela mesma, simplesmente, tanto artística e espiritualmente.

WONDER tem uma etérea qualidade de outro mundo, movendo-se até penetrar o coração e transportar o ouvinte para uma atitude de adoração.

Seguindo a direção world music de WONDER, Watson recorreu aos serviços de uma série de músicos de todo o mundo, incluindo o sul-africano John Ellis do Tree63 e o ex-baterista do Newsboys Peter Furler, da Austrália. Steve Hindalong do The Choir fornece a percussão, e como uma participação especial, o astro Michael W. Smith aparece como um acompanhador convidado já que Watson toca o hit de Smith, “I Can Hear Your Voice.”

“Eu sou muito grata por esta oportunidade para a minha música atingir um público mais amplo”, diz Watson. “Eu não posso esperar para ver o que Deus vai fazer com WONDER!”.

phpthumb_generated_thumbnail1

Traduzido de New Release Today: http://www.newreleasetoday.com/albumdetail.php?album_id=16897 e http://www.newreleasetoday.com/albumdetail.php?album_id=16915

 


Michael Sweet perdoa Phil Anselmo por atitude impensada

1455281111

Por João Paulo Andrade

Michael Sweet, do STRYPER, recentemente se pronunciou sobre a atitude de Phil Anselmo no último Dimebash, quando o vocalista do DOWN e ex-PANTERA fez um gesto de saudação nazista e gritou um infeliz “white-power” para a plateia.

“Então, tenho certeza que todo mundo na comunidade metal ouviu sobre o fiasco de Phil Anselmo. Cada artista de metal (ok, não todos, mas muitos) se pronunciou. Eu vejo da seguinte forma: Phil cometeu um erro (um erro muito grave) com seu gesto racista e frase. Todos entendemos que não existe lugar para racismo nos dias atuais. Fomos todos criados iguais aos olhos de Deus e por isso devemos ser tratados com igualdade. Com respeito, dignidade e amor. Mas quando alguém começa a beber demais muitas coisas são ditas e feitas que podem ser ofensivas e machucar. Não é desculpa. Mas acontece.

O que está me chateando é o fato de que o cara fez um pedido de desculpas público e foi homem suficiente para ir lá na frente e engolir seu orgulho e pedir perdão. Parece simples para mim. Ele está realmente arrependido. Eu perdoo o cara e considero que isso foi um erro. Viva e aprenda e não cometa o mesmo erro uma segunda vez e siga em frente.

Talvez minha forma de pensar seja simples para algo como isso. Mas eu sei de uma coisa: Deus ama e perdoa não apenas Phil mas todos nós, se pedirmos por perdão. Porque nós não podemos perdoar?

Eu perdoo você, Phil, e eu o amo, irmão.”


Imagem

Disponível a Heaven’s Banger #3 para aquisição

banner_03


Itens à venda no Mercado Livre para colecionadores – Revistas de Rock

Paz, amigos do Jesus, Vida & Rock’n’Roll! Esse post é de caráter de divulgação, pois estou me desapegando de parte do meu acervo. São algumas edições da Roadie Crew, Metal Head e Templo Metal. Para mais informações e adquirir os produtos, basta clicar nos links a seguir:vendas-roadie-ml

Revista Roadie Crew – Ano 12 Nº 126 Chickenfoot

Revista Roadie Crew – Ano 10 Nº 109 Iron Maiden

Revista Roadie Crew – Ano 10 Nº 104 Saxon

Revista Roadie Crew – Ano 11 Nº 118 Motörhead

Revista Roadie Crew – Ano 12 Nº 124 Deep Purple

Revista Roadie Crew – Ano 11 Nº 113 Testament

Revista Roadie Crew – Ano 11 Nº 116 Rush

Revista Roadie Crew Ano 11 Nº 114 – Whitesnake

Revista Roadie Crew Ano 11 Nº 121 – Metallica

Revista Roadie Crew – Ano 12 Nº 128 – Immortal

Revista Roadie Crew – Ano 12 Nº 132 – Slayer

Revista Roadie Crew – Ano 12 Nº 134 – Slash

Revista Roadie Crew – Ano 15 Nº 162 Kreator

Revista Roadie Crew – Ano 15 Nº 170 Metallica

Revista Roadie Crew – Ano 17 Nº 186 Ratos De Porão

Revista Roadie Crew – Ano 17 Nº 192 Angra

Revista Roadie Crew – Ano 12 Nº 127 Steve Vai

Revista Roadie Crew – Ano 12 Nº 129 Manowar

Revista Roadie Crew – Ano 12 Nº 131 André Matos

Revista Roadie Crew – Ano 12 Nº 133 Dream Theater

Revista Roadie Crew – Ano 13 Nº 136 Especial Bay Area

Revista Roadie Crew – Ano 13 Nº 138 Korzus

Revista Roadie Crew – Ano 14 Nº 149 Sepultura

Revista Roadie Crew – Ano 14 Nº 152 Dream Theater

Revista Roadie Crew – Ano 15 Nº 164 Scorpions

Revista Roadie Crew – Ano 15 Nº 165 Testament

revista-metal-head-extra-2007-encadernado-rock-heavy-metal-773101-MLB20270174400_032015-O

Revista Metal Head Extra 2007 Encadernado Rock Heavy Metal

gm_23

Revista Templo Metal Nº 1 (formato Pocket – Rock Cristão)

Então, aproveitem e boas compras! God bless you all! \m/_


Michael Sweet do Stryper : “Nós somos mais rebeldes que a maioria das outras bandas”

michaelsweetstryper2015_638

Em uma nova entrevista com TheGreat Southern Brainfart, o vocalista do STRYPER, Michael Sweet, abordou sobre acusações de alguns fãs de que “falso schtick cristãoda banda não é nada mais do que um marketing “gimmick“. Ele disse: “As pessoas que dizem ou disseram que ele é um chamariz ou que nós fazemos isso por dinheiro, eu acho que isso é uma das coisas mais estúpidas que já ouvi. Se você quebrá-lo para baixo e pensar sobre isso por um segundo, por que escolheria para cantar uma das coisas mais impopulares na nossa sociedade para ganhar dinheiro? Não há nenhum sentido nisso. Primeiro, nós não fizemos muitos dólares e, em segundo lugar, se as pessoas soubessem o calor que temos tido e ainda temos em uma base diária, porque nós estamos para o que defendemos.

Ele continuou: “Eu também vou deixar por isso e dizer que eu sinto que somos mais rebeldes do que a maioria das bandas lá fora, por causa do que nós defendemos. Metal é tudo sobre rebelião e rapazes que cantam sobre Deus são um bando de covardes. e eles não são rebelds em tudo. Eu tenho que contesta esta afirmação dizendo que nós somos mais rebelde do que a maioria lá fora. Você vai encontrar-me uma banda de metal que está indo para tocas na Indonésia, subir no palco, cantar sobre Jesus e jogar Bíblias para o público na frente de um grupo de muçulmanos. Vai me encontrar.

Sweet também falou sobre o fato de que o STRYPER é mais honesto em seus esforços contínuos para enfatizar valores e mensagens cristãs do que muitos músicos de metal que cantam sobre satanás e guerra, mas vão à igreja no domingo. Ele disse: Tom Araya do Slayer chega lá em cima com os pentagramas e cruzes de cabeça para baixo e os gritos e o mal, mas depois ele fica fora do palco e vai à igreja. Não me interpretem mal, eu acho que isso é ótimo, mas ele também põe em causa a profundidade do que eles estão fazendo e que eles estão fazendo isso para alguém.

Perguntado se é um objetivo subjacente do STRYPER obter todos os seus fãs a se converter ao cristianismo, Sweet disse:.. “Absolutamente não. Nós nunca tentamos converter pessoas que eu quero dizer, se há alguém que está lá que quer falar conosco sobre Deus ou dizem que estão apenas quebrados e estão olhando para aprender mais sobre Deus, é claro. Nós vamos fazer isso. Vamos jantar com eles e conversar com todos eles sobre isso, mas nós não vamos chegar lá e dizer, ‘Venha ou queime no inferno!’ Um monte de cristãos toma essa abordagem, mas nós não. Nós não estamos sobre isso e nós nunca fomos sobre isso. Isso não me excita assim como qualquer outra pessoa. Estamos apenas totalmente embasados em amar as pessoas e sair com pessoas. Nós vamos nos apresentar em bares.

Ele continuou:.. “Rob Halford [JUDAS PRIEST] veio e nos viu no Canadá há alguns anos. Nós saímos nos bastidores, tomamos um drinque, e ele veio em cima do palco e agarrado com a gente. Nós somos amigos com todos esses caras e isso é o que é toda base. A base é o amor e o respeito”.

O novo álbum do STRYPER, “Fallen“, entrou na parada Billboard 200 na posição No. 43, com vendas na primeira semana de pouco mais de 10.000 unidades quase todas de vendas de álbuns puros. O conjunto segue o No. 35peaking No More Hell To Pay“, que foi lançado em 2013.

O Top 200 da Billboard classifica os álbuns mais populares da semana com base no consumo multi-métrico, que inclui as vendas de álbuns tradicionais, faixas de álbuns equivalentes (TEA) e o streaming de álbuns equivalentes (SEA).

Fallen” foi lançado em 16 de outubro via Frontiers. O CD foi gravado em SpiritHouse Recording Studios em Northampton, Massachusetts e inclui uma versão cover do clássico do BLACK SABBATH After Forever.

Traduzido de Blabbermouth

(http://www.blabbermouth.net/news/strypers-michael-sweet-were-bigger-rebels-than-most-bands-out-there/#7iS5GV1Hd2BHWKl4.99)