Living The Life Without Labels

Tem algo errado se você é cristão e não tem inimigos, diz pastor John Piper

john-piper-e1449762127462

O pastor, escritor e teólogo John Piper publicou um vídeo recentemente alertando sobre os riscos de ser, viver, falar e compartilhar tudo que a sociedade impõe, e sintetizou afirmando que ser cristão é fazer inimigos.

As fortes palavras de Piper precisam ser colocadas em contexto, pois foram proferidas a partir da fala de Jesus que diz que as pessoas que são precedidas por boa reputação popular podem ser seduzidas: “Ai de vocês, quando todos falarem bem de vocês, pois assim os antepassados deles trataram os falsos profetas”, disse Jesus (Lucas 6:26).

Alertando aos irmãos na fé, Piper diz: “Se você não tem nenhum inimigo, sua vida cristã provavelmente não está sendo muito bem conduzida”.

O pastor acrescenta ainda mais argumentos contra a vida politicamente correta escolhida por muitos cristãos: “Jesus disse: ‘Basta ao discípulo ser como o seu mestre, e ao servo, como o seu senhor. Se o dono da casa foi chamado Belzebu, quanto mais os membros da sua família! (Mateus 10:25)’. O que significa que se Jesus foi criticado, o que dizer de nós? Então, se você é um seguidor de Jesus, é fato que você vai ter inimigos. E se você não tiver isso, você só pode estar no caminho errado”.

Piper não ignorou o fato de que os cristãos são orientados a responder com amor aos inimigos, mas questiona sobre o que seria esse “amor” em casos que, conscientemente e voluntariamente, as pessoas fazem coisas erradas.

Em sua reflexão, novamente, Piper aponta para a Bíblia, lembrando que o homem foi salvo por Deus quando ainda era seu inimigo: “’Se quando éramos inimigos de Deus fomos reconciliados com ele mediante a morte de seu Filho, quanto mais agora, tendo sido reconciliados, seremos salvos por sua vida! (Romanos 5:10)’ Você não fez amizade com Ele antes da mudança acontecer em você e te salvar. Assim, a origem, a raiz, de como amar nossos inimigos é a experiência de ser amado como um inimigo de Deus”, sugeriu.

“Uma das razões pelas quais é difícil amar nossos inimigos é porque parece que nós estamos deixando que eles fujam com o assassinato”, diz Piper. “Ninguém fica indiferente com um assassinato ou qualquer outra coisa. ‘A vingança é minha. Eu retribuirei, diz o Senhor’”, conclui o pastor, pontuando que o papel do cristão é apontar os erros e oferecer a solução, e que nesse processo, invariavelmente, inimigos serão feitos, mas que Deus se responsabilizará por isso.

Fonte: Gospel+

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s