Living The Life Without Labels

Morbid Angel: “banda satânica, eu jamais voltaria”, diz Sandoval

1427459640_petesandoval

Por Bruce William, Fonte: Blabbermouth, Tradução

O baterista Pedro “Pete” Sandoval (Morbid Angel, Terrorizer) foi entrevistado por Andrew Haug, da AndrewHaug.com australiana; seguem abaixo alguns trechos do áudio da conversa, que pode ser conferida no vídeo ao final, transcritos pelo Blabbermouth.net.

Se sua saída do Morbid Angel tem a ver com sua crença religiosa:

“Na realidade não, mas sim o problema que tive nas costas e precisei passar por uma cirurgia em 2009, e naquela época eu não era religioso. Eu ia me recuperar e eles me esperariam, mas levou mais tempo que achávamos que levaria, e o Morbid Angel não poderia ficar me esperando, poderia levar anos. Então eles tiveram que encontrar outro baterista. É por este motivo que não toco mais na banda. Levou quatro anos para eu me recuperar… cheguei a pensar que nunca mais tocaria. E neste meio tempo o Morbid Angel gravou um álbum com o novo baterista. Daí, em 2012, logo após gravar ‘Hordes Of Zombies’ do Terrorizer, eu encontrei Deus, e minha vida começou a mudar”.

Se teve algum momento especial que o fez se converter:

“Bem, minha mãe e irmã são cristãs há vinte anos, então elas sempre me incentivaram. Falavam todo o tempo sobre Deus. Daí em 2012 eu comecei a ler partes da bíblia que minha mãe me indicava. Lia mas ainda não sentia que precisava achar Deus. Então algo aconteceu, eu diria que Deus entrou em meu coração quando eu lia que devemos procurar Deus com toda nosso coração e alma e rogar humildemente para Deus, que ele virá até você. Então enquanto em tentava entender as palavras de Deus ele veio até meu coração e abriu meus olhos. A luz se fez e percebi que eu vivia num mundo de escuridão, e foi aí que as coisas mudaram. Deus veio até meu coração e abriu meus olhos, e percebi sua existência, pois é preciso percebê-lo para compreender que ele existe. Daí em diante minha fé aumentou dramaticamente, e quanto mais sei sobre Deus mais quero saber sobre ele. Me apaixonei por Deus. É como seu primeiro amor. Foi o que aconteceu, amo Deus agora, e nada neste mundo pode me separar dele.

Se ele permaneceria no Morbid Angel após encontrar Deus:

“Não, pois são duas coisas que não se conectam, só há duas alternativas – uma com Deus e outra sem ele. E o Morbid Angel é definitivamente uma banda satânica. Nunca retornaria ou tocaria novamente em uma banda satânica agora que encontrei Jesus Cristo, meu salvador e redentor, e quem me ajuda todos os dias. Eu gostaria de encorajar… gostaria de contar para as pessoas que Deus pode realmente mudar nossa vida e pode nos mostrar o caminho da vida em fartura, da vitória. Pois estou no caminho da vitória agora. Sinto que do jeito que toco hoje, do jeito que meu corpo se sente, Deus tem me ajudado imensamente, me sinto como se estivesse nos meus 20 ou 30 anos de idade, em plena forma física, tocando como toco da maneira que toco. Quero contar para as pessoas que Deus pode nos fazer dar o melhor de nós mesmos. Definitivamente, Deus é positivo. Deus é força. E Deus é vida em fartura. E Deus pode nos mostrar como viver do jeito que ele quer que a gente viva”.

Se ele sente falta de tocar com o Morbid Angel:

“Não, não sinto. Não sinto falta de nada daquilo”.

Assista o vídeo aqui.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s