Living The Life Without Labels

Relação entre suicídio, músicas modernas e tatuagens

Fonte da imagem: Shutterstock

Fonte da imagem: Shutterstock

 

O Jornal Brasileiro de Psiquiatria publicou em 2009 um documentado trabalho sobre a relação entre preferência musical e suicídio.

A questão continua candente, pois os principais estilos denunciados seguem circulando largamente mundo afora, como o rock, o heavy metal, a country music e também o blues.

Outros estudos demonstraram a relação entre tatuagens com baixa autoestima, delinquência, abuso de drogas, comportamento sexual de risco, participação em rituais satânicos além do suicídio.  (ABIM)

 

Fonte: Agência Boa Imprensa – (ABIM)

Minha opinião: Tudo bem que o estudo realizado tem seu grau de seriedade, mas aparentemente não leva em conta as mensagens passadas pelas músicas que os ouvintes suicidas curtem. Outra coisa, é que o uso da tatuagem nem sempre está relacionado com os comportamentos citados no estudo. É claro que há muito mais envolvido na questão do suicídio do que as músicas que o suicida ouve, ou o que ele usa em seu corpo. Seria muito superficial apontar música e tatuagem como causa de suicídio. Ademais, sempre houve suicidas na história da humanidade, antes mesmo de existir o blues, o rock ou heavy metal.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s