Living The Life Without Labels

Bilionário cristão investe em campanha para ensino bíblico em escolas públicas

Steve-Green

Enquanto a tendência de abandono à fé cristã se torna cada vez mais comum, o bilionário Steve Green vem investindo recursos próprios numa campanha que visa instalar cursos bíblicos em escolas públicas dos Estados Unidos.

A campanha, desenvolvida através da ONG Museu da Bíblia, já obteve autorização para um período de testes de seu projeto no distrito escolar de Mustang, em Oklahoma.

Green afirmou que não tem planos de “impor o cristianismo”, porém acredita que seu país pode se tornar vulnerável enquanto nação se abrir mão do conhecimento bíblico: “Há lições do passado que podemos aprender com este livro. Precisamos saber disso, pois se não o fizermos, nosso futuro será muito assustador”, disse o empresário, que é dono de uma rede de lojas de decoração.

Em 2017, a ONG irá inaugurar um museu na capital Washington, dedicado a preservação do conhecimento narrado na Bíblia. “A nação está em perigo devido à sua ignorância sobre o que Deus ensinou”, justificou Green.

Segundo a emissora Christian Broadcasting Network, a ONG reuniu 70 estudiosos bíblicos para desenvolver o currículo do projeto de implementação dos estudos bíblicos nas escolas públicas, e os custos de todo esse trabalho serão pagos integralmente por Green.

Dentro do conteúdo do programa de estudos bíblicos, haverá lições sobre o contexto literário e histórico da Bíblia, além de um olhar mais detalhista da narrativa e do impacto que ela produziu ao longo dos anos.

Fonte: Gospel +

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s