Living The Life Without Labels

Mustaine comentando decisão de não tocar com bandas “satânicas”

Traduzido por Fernando Portelada | Fonte: Blabbermouth

David Swan, do Faster Louder da Austrália, recentemente conduziu uma entrevista com o frontman do MEGADETH, Dave Mustaine. Alguns trechos estão disponíveis abaixo.

Faster Louder: Seu novo álbum, “Super Collider”, não recebeu uma grande recepção dos críticos e da imprensa. Por que você acha que isso aconteceu?

Mustaine: “Eu não sei de onde você está conseguindo esta informação, mas o disco chegou em 6º na Billboard. Se isso é ruim, então merda… dê-me mais coisas ruins. Eu escutei muitas coisas, entende, as pessoas vão dizer coisas ruins sobre nossas músicas. Eu sei que várias pessoas não gostam da faixa “Super Collider”, e eu li coisas sobre Alzheimer e coisas assim, mas essa é a minha sogra, ela está morrendo desta doença, é triste, mas eu não me importo de falar sobre isso. Não espero que as pessoas sintam empatia sobre o que eu estou falando e nem foi por isso que o fiz. Eu não escrevi uma música para as pessoas sentirem pena de mim, eu não podia ligar menos, mas quando você vê alguém morrer em sua frente desta forma… eu não sei se você conhece alguém com Alzheimer, mas é doloroso.”

Faster Louder: Você tem alguns pensamentos sobre paralisia do governo dos Estados Unidos e com Obama está encarando isso?

Mustaine: “Você sabe, eu acho que muitas pessoas possam mal interpretar o que eu digo quando se trata de política, e eu prefiro falar somente de música. Quero dizer, se nós estamos sentados tomando uma cerveja ou algo assim, eu poderia dizer: ‘Sim, nós podemos falar sobre isso’, e eu posso explicar o que significa, mas é muito estranho quando as pessoas interpretam errado com o que eu digo.”

Faster Louder: Ok, e em termos de religião, obviamente você é um cristão convertido. Houve algum momento definitivo para que você que trouxe isso à tona?

Mustaine: “Houve um momento que se tornou um, porque eu acho que seria meio que trivial tudo que aconteceu. Não é segredo que eu morri e voltei dos mortos, isso é algo que é bem louco quando você para e pensa sobre. Eu frequentemente me pergunto o que aconteceu, e a única coisa que consigo pensar é que tinha um propósito maior ao invés de simplesmente ficar fazendo música e me envolver e problemas com as coisas que eu falo.”

Faster Louder: Você diz que não quer empurrar sua fé nos outros, mas ao mesmo tempo se recusa a toca na mesma lista que bandas ‘satânicas’, como bandas de black metal como o ROTTING CHRIST. Isto é hipocrisia?

Mustaine: “O que aconteceu, foi que quando surgi com esta decisão em 2002, eu disse: ‘Só por enquanto’. Você vê? As pessoas esquecem essas palavras: ‘Só por enquanto’. Eu disse isso: ‘Só por enquanto não vou tocar com bandas que tem drogados, ou bandas de black metal’. E as pessoas esquecem esta parte das drogas, porque eu estava tentando recuperar minha vida. Eu estava lutando com meu passado e com todo o resto, e acontece que isto foi um jornalismo seletivo – as pessoas escolhem o que querem mostrar. Estou tentando ser sincero com você, cara. Eu não lhe conheço, mas quando você escolhe somente algumas partes para mostrar, é meio triste. E isso acontece várias vezes, as pessoas tentam me fazer falar coisas ao invés de dizer: ‘Ei, aí está um cara com uma história e que pode me dizer bastante sobre o gênero.’ Eles tentam fazer merda e ser engraçados.”

 

1345167362_davemustaine

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s