Living The Life Without Labels

C.M.F. – Uma estratégia musical para falar de Deus

 

 

O metal cristão tem sua origem no começo dos anos 1970. Geralmente, Resurrection Band, Messiah Prophet e Jerusalem são citadas como as primeiras bandas de Metal Cristão. Durante os anos 80, a banda Stryper ajudou a popularizar o gênero, já que eles foram a primeira banda de metal cristão a conseguir disco de platina.

O metal costumeiramente esteve associado a uma imagem de sexo e satanismo, o metal cristão tem sido criticado com frequência e recebido certa resistência pela igreja tradicional. Apesar disso, as bandas de metal cristão têm persistido e cada vez mais se multiplicam, possuindo estilos que vão desde o evangelismo claro como as primeiras formações do Stryper (conhecidos por atirar Bíblias para o público) a outras bandas como Kings X (que tentaram evitar a associação ao metal cristão, embora demonstrassem uma forte influência cristã em muitas das suas letras).

Graças ao Metal cristão ser grandemente caracterizado pelo contexto lírico, existem vários subgêneros de Metal Cristão. Nos anos 80, bandas de Metal Cristão fortemente influenciadas pelas bandas mainstream, produziram uma grande quantidade de glam metal como o Stryper, Whitecross e Neon Cross. Muitas bandas de speed e thrash como Tourniquet, Deliverance, Vengeance Rising, e Believer também começaram a surgir.
Em 1990, Mortification se tornou a primeira banda de Christian death metal a alcançar maior reconhecimento. Embora tocassem um estilo antigo de death metal muito próximo às raízes do Thrash, seu álbum de 1992 Scrolls of the Megilloth ainda é considerado um clássico do death metal, e foi lançado em nos dois mercados cristão e secular. Aproximadamente no mesmo período a banda Living Sacrifice estava tocando thrash/death metal; também; Paramaecium se tornou uma das maiores bandas de doom metal cristão e influenciaria mais tarde bandas cristãs como Pantokrator.
Horde é extensamente considerada a primeira banda Cristã de black metal. Como a banda tinha apenas um membro fixo e teve apenas um lançamento (em 1994), Horde iniciou uma controversia como o a comunidade do metal extremo, já que se opunha aos temas mais comuns de Satanismo. O título do único lançamento do Horde — Hellig Usvart — significa “Sacro unBlack”. Unblack metal passou a ser usado algumas vezes usado por Cristãos para se referir ao black metal cristão, para se livrar da conotação negativa do termo “black metal”.
Antestor existia antes do lançamento de Hellig Usvart mas a música deles era mais próxima do estilo death/doom (ou como eles chamavam isto, “Sorrow Metal”), e não era musicalmente conhecido ainda como black metal. Eles assim como o Crimson Moonlight, o Divine Symphony e outros, fazem hoje um estilo sofisticado de black metal cristão que pode ser comparado ao produções de bandas mainstream de bandas de black metal. Como sempre, produções mais tradicionais e cruas de bandas black metal como Abdijah, Light Shall Prevail, Offerblod, Arch of Thorns, Flaskavsae, Eligbbor, Bedeiah, Dormant, Firethrone, etc., continuma a existir em selos como Sneeuwstorm Produkties eGES Productions, entre outros.

Atualmente, existem bandas de metal cristão para quase todos gêneros de metal. Extol tem uma mistura (que custumam mudar) de estilos, e é popular entre fãs de metal cristãos e não cristãos.Theocracy, Narnia, Rob Rock, Jacobs Dream, e Divinefire são as mais proeminentes bandas de power metal cristão. Rob Rock inicialmente fez fama como o vocal e guitarrista virtuoso da banda de Chris Impellitteri, o Impellitteri, durante os anos 80 e 90 ele foi para seu trabalho solo como o álbum Rage of Creation. E também fez parte dos vocais da banda de heavy metal Warrior. Existem muitas outras notáveis banda, incluindo Ultimatum, Becoming the Archetype, Temple of Blood, Aletheian, Crimson Thorn, Harmony, Saviour Machine, Majestic Vanguard, Soul Embraced, Sympathy, Virgin Black, Disciple, e Veni Domine.

Certos artistas de metal cristão encontraram grande aceitação do público ,tanto entre fãs cristãos ou não, como o As I Lay Dying e Stryper. A popularidade do metalcore é especialmente baseada em bandas cristãs, como Zao, As I Lay Dying, Still Remains, e Demon Hunter.

Você conhece o Christian Metal Force (C.M.F.)?

O CMF, Christian Metal Force é um ministério evangelístico da igreja Renascer em Cristo, que tem como objetivo principal alcançar jovens do meio underground (headbangers, punks, skatistas, góticos etc).

Independente de camadas e facções, gostos musicais ou ideologias, o CMF tem como “alvo” o underground em sua totalidade. A proposta da visão Renascer não é enquadrar ninguém a estereótipos e parâmetros tidos como normais perante a sociedade, mesmo porque a preocupação principal é com a essência e não com a aparência. A ideia é integrar os jovens sem que eles tenham que abrir mão de seus estilos e particularidades.

Para esse alcance ser efetivo, são utilizados meios específicos, tais como estratégias visuais, shows, igrejas, casas seculares, espaços do gênero, bandas de diversos estilos, literatura apropriada e envolvimento com o público alvo dentro de um parâmetro cristão, assim como o apóstolo Paulo relata em I Coríntios 9:22

“Fiz-me fraco para com os fracos, para ganhar os fracos. Fiz-me tudo para com todos, com o fim de, por todos os meios chegar a salvar alguns.”

 

 

O Christian Metal Force nasceu na Lins de Vasconcelos, sede internacional da Igreja Renascer em Cristo, com o apoio de Apóstolo Estevam Hernandes e atua na cidade de São Paulo desde 1989.

Deu-se então um maior crescimento com a cobertura espiritual de uma igreja constituída, e o início de shows evangelísticos com as bandas pertencentes ao ministério. Os eventos e reuniões eram realizados na Renascer Copan, localizada a poucos metros da Galeria do Rock. Atualmente, o CMF abrange praticamente todo o território nacional com a realização de vigílias, cultos e shows.

 

Tiago Simas – Redação iGospel

7 Respostas

  1. I do accept as true with all the ideas you’ve introduced for your post. They’re really convincing and can definitely work. Nonetheless, the posts are very short for starters. May you please lengthen them a bit from subsequent time? Thank you for the post.

    07/11/2012 às 00:22

  2. i think i will become a great follower. just want to say your article is striking. the clarity in your post is simply striking and i can take for granted you are an expert on this subject.

    07/11/2012 às 16:49

  3. thanks for sharing your thoughts. take care.

    11/11/2012 às 11:01

  4. very well.

    12/11/2012 às 10:43

  5. thank you for your advice !

    18/11/2012 às 18:53

  6. awesome post…thanks for posting.

    19/11/2012 às 09:47

  7. Uau! o CMF ainda existe?! bacana….

    14/12/2012 às 15:11

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s