Living The Life Without Labels

Celebremos o Natal!

Eu relutei pra não ter que escrever nada sobre o Natal além de “I wish you a Metal Christmas!”, mas me vi forçado a expressar minha opinião sobre esta festa linda e que, de uns tempos pra cá, tem sido tachada de pagã!

Os que assim apregoam, o fazem se baseando no fato de que essa celebração é feita no dia 25 de dezembro, em substituição a festa do nascimento do deus Sol, que era celebrado pelo Império Romano. E, quando houve a fusão da Igreja Romana com o Estado Romano, essa festa foi convertida na celebração do natal de Jesus. A analogia é simples: Jesus, o Filho de Deus é o Sol da Justiça, então achou-se por bem celebrar o Seu nascimento no dia que, antes, era dedicado ao deus Sol. Nesse ponto, eu só posso dizer o seguinte: O deus Sol perdeu pra Jesus!

Claro que não se tem registro da data exata do nascimento de Jesus, e também é provável que Ele não tenha nascido em dezembro. Mas, qual o mal em se comemorar a data em dezembro?

Dizer categoricamente que a celebração do Natal tam origem pagã é que não dá pra engolir! Quem fala ou pensa assim precisa ler Mateus 2.1-11 e também Lucas 2.1-38.

Se bem que o que temos visto por aí é uma celebração do antropocentrismo, do egoísmo, da vaidade e do consumismo. As pessoas só pensam no que vão receber de presentes… Mas, que ilógico! Se o aniversariante é Jesus, por que eu que tenho que receber presentes? Lembrando que Jesus é o presente de Deus para a humanidade.

O comércio investe pesado na data! Tudo isso só tira o foco de Jesus!

E o tal do Papai Noel? Uma representação capitalista do velho São Nicolau, um homem de fé que, há muito tempo, resolveu ajudar crianças carentes. Enquanto São Nicolau ajudava crianças, Papai Noel frustra milhares de crianças no mundo que não recebem seus sonhados presentes. Pedidos são feitos para ele, mas ele não pode atender!

Ah, nisso eu concordo com os que pregam contra o Natal! As pessoas, na maioria, pensam em Natal relacionando-o com o dar e receber presentes (valorizando mais o  receber que o dar), mesa farta (apenas uma vez no ano), roupas novas (acho isso um saco!) e até idolatria! Isso realmente tá por fora!

Mas ainda tem os que falam que árvore de Natal é abominação(?). Hein? Como?! O pior é que se baseiam em textos bíblicos, tentando embasar esse pensamento! Por exemplo: Jeremias 17.2, que fala que os filhos de Judá se prostravam em idolatria diante de postes-ídolos (possivelmente tótens) junto às árvores frondosas, sobre os altos outeiros.Relacionam essas árvores frondosas às árvores de Natal. Interpretação absurda!

A árvore de Natal tem sua origem na Reforma Protestante, quando Lutero quis homenagear os santos que morreram decapitados durante a perseguição e suas cabeças eram penduradas em árvores com o intuito de aterrorizar os demais cristãos. Lutero entendeu que  aquelas cabeças penduradas em árvores simbolizavam luzes que instigavam os demais cristãos a continuarem pregando o Evangelho. Então, num Natal, ele pendurou luzes numa árvore, difundindo-se a partir daí o costume  da árvore de Natal.

Queridos leitores, nada nos impede de comemorar o Natal! Celebremos o verdadeiro Natal! Jesus nasceu, viveu, cumpriu Sua missão, sofreu, morreu e ressuscitou por nós. Os anjos celebraram o Natal, os pastores de Belém, os magos do Oriente… por que eu não posso celebrar o Natal?

Só não podemos perder o foco em Jesus!

O dia é uma homenagem a Ele! Então, vamos espalhar o amor de Jesus aos corações também no Natal!

Jesus nasceu! Glória a Deus! Feliz Natal!

I wish you a Metal Xmas! \m/_

Amauri Menezes, Metal Missionary.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s